segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Ciência avança na luta contra a obesidade


Todos os dias apresento no Revista da Tarde, o quadro Ciência e Teconologia, onde conto para meus ouvintes da Rádio Inconfidência AM 880 e ondas curtas de 49 metros 6010 KLZ, as últimas notícias referentes aos avanços científicos e tecnológicos que são divulgadas todos os dias pela imprensa.

É impressionante o elevado número de estudos e pesquisas que são realizados em vários países, inclusive no Brasil e que diariamente ganham as páginas do noticiário.

Esse fenômeno, para mim, é emblemático pois, representa a luta incansável do homem para tentar conquistar a vida eterna, contra o envelhecimento, para prolongar a juventude e assim, tentar vencer a morte ou, pelo menos, adiá-la ao máximo.

Mesmo achando que, às vezes, o homem se arrisca ao brincar de Deus, não posso deixar de admirar suas conquistas e seus avanços, seja na medicina ou nas demais áreas científico-tecnológicas.

Confesso que às vezes tenho medo da tamanha ingerência sobre a vida que o homem insiste em exercer, a qualquer custo.Mas, por outro lado, fico de queixo caído diante dos inegáveis s avanços alcançados em todas as áreas até o momento.

E hoje trouxe para você uma matéria que fala justamente sobre mais uma pesquisa realizada por cientistas que conseguiram identificar e regular o gene da gordura adiposa.

Será que em breve, ao invés de fechar a boca e nos privar de guloseimas, teremos apenas que levar o "corpicho" para uma regulagem e assim, manter a forma, sem nenhum sacrifício? Até que não seria uma má idéia, não acha?

Brincadeiras à parte, confira a reportagem da Efe, em Viena. Uma boa leitura para você:


Cientistas identificam e regulam gene da gordura adiposa


Um grupo de cientistas austríacos conseguiu identificar o gene responsável pela criação da gordura adiposa e conseguiu regular seu funcionamento em ratos de laboratório. Trata-se de um passo importante na luta contra a obesidade.

A pesquisa dos cientistas do Instituto de Biotecnologia Molecular de Viena, publicada esta semana na revista especializada americana "Cell", baseia-se na descoberta das funções guardadas no gene "Hedgehog".

Já se sabia que o gene era responsável por funções importantes na fase embrionária e agora os cientistas descobriram que na idade adulta ele é o encarregado de regular o metabolismo dos lipídios.

O tecido adiposo é essencial tanto para controlar o balanço energético (gordura branca) como para regular a temperatura corporal perante o frio (gordura marrom).
Os pesquisadores austríacos conseguiram reduzir graças a esta descoberta a produção de gordura branca em roedores, aquela encarregada de manter as reservas de energia e produzir sobrepeso quando a ingestão de calorias é excessiva.

"Quase todos os reguladores da gordura influíam no tecido branco e no marrom da mesma forma. Com o 'Hedgehog' se conseguiu pela primeira vez reduzir de forma concreta apenas a gordura branca", explicou o pesquisador Andrew Pospisilik.

Os pesquisadores conseguiram regular com sucesso e sem mudanças hormonais o gene "Hedgehog" para reduzir a criação de células adiposas de tipo branco, enquanto as marrons eram geradas com normalidade.
"Transformar a energia dos alimentos em calor corporal em vez de depósitos de gordura é uma idéia atrativa justamente nesta época (de frio)", disseram os cientistas em comunicado para divulgar a descoberta.

Os resultados com roedores gêmeos mostraram um deles visivelmente mais magro e com pouca gordura branca. "Os ratos adultos que foram tratados são claramente mais magros e estão completamente saudáveis", destacaram.

Os cientistas destacaram as enormes possibilidades médicas dessa descoberta já que cerca de um bilhão de pessoas sofre de sobrepeso e um terço delas é considerada obesa.

2 comentários:

Victoria,Valentina e Valete disse...

Débora, acho essa foto de mal gosto para a matéria.
Acompanho o seu trabalho sempre e admiro. Creio ser mais adequado outra imagem para ilustrar a matéria.

blogdadeborahrajao disse...

Victoria,Valentina e Valete,
antes de mais nada, obrigada por vocês acompanharem e admirarem meu trabalho. Fico lisonjeada mesmo por ter leitoras como vocês.


Quanto á foto, realmente ela não é nem um pouco bonita. Mas, a minha intenção ao escolhê-la, foi realmente chamar a atenção e provocar as pessoas que olharem para ela.

E por que faço isso?

Como vocÊs já devem saber, a obesidade é uma doença cada vez mais recorrente no mundo e também no Brasil.Ela é o maior problema de saúde publica da atualidade e é fator de risco para várias e graves doenças,como por exemplo, a diabetes.

Por tudo isso e muito mais, acho importante ajudar a conscientizar as pessoas sobre o problema e achei que essa foto, que vocês consideraram de mal gosto, poderia ajudar a alcançar esse objetivo. Afinal, o que os olhos veem, o coração sente e alerta a mente.

Um grande abraço a vocês e obrigada por participar e opinar neste blog.

Com carinho, Déborah Rajão