terça-feira, 30 de março de 2010

Abaixo a hipocrisia: é preciso abrir o debate.


A legalização das drogas é um tema sempre polêmico mas que precisa ser discutido pela sociedade. Tapar o sol com a peneira ou empurrar a sujeira para debaixo do tapete pode ser prático mas não é uma atitude digna.

Enquanto discursos moralistas contra a liberação do uso de drogas se fazem presentes, milhares de pessoas morrem todos os dias vítimas da violência gerada pelo tráfico, milhares de jovens são cooptados por traficantes, milhares de jovens entram no vício e... ninguém faz nada...

Por ser um assunto “proibido” os governos não se sentem obrigados a implementar políticas públicas voltadas para tratar os viciados e dar apoio às famílias que têm que carregar suas cruzes sozinhas e assistir a seus filhos cometer crimes ou serem assassinados em função das drogas sem nenhum apoio do estado.

As instituições que hoje tratam os viciados em drogas no Brasil são pouquíssimas e quase sempre geridas pela iniciativa privada. O que os governos gastam em repressão às drogas e o que poderiam recolher de impostos se elas fossem regulamentadas poderia ser investido na prevenção, no tratamento dos doentes viciados e no apoio às famílias.

Precisamos deixar de ser hipócritas e moralistas e discutir o assunto sem preconceito, abertamente e lembrar que as mazelas da sociedade são uma responsabilidade de cada um de nós. Temos que enxergar a realidade como ela é, sem subterfúgios e tentar transformá-la com ações que beneficiem a todos, até mesmo para que não sejamos a próxima vítima.

Na Califórnia-EUA, a sociedade agora pede a liberação da maconha baseada em três pontos: regulamentação, controle e taxação. Leia a matéria abaixo e entenda as vantagens de se liberar, regulamentar e taxar as drogas:

Legalização da maconha vai a referendo na Califórnia
da redação da Revista Fórum

Em 1996, a Califónia tornou-se o primeiro estado a legalizar o uso médico da cannabis, um exemplo que viria a ser seguido por outros 13 estados. Agora, as sondagens indicam que a maioria da população defende a legalização do uso recreativo da cannabis.

A proposta "Regulate, Control, and Tax Cannabis" irá a votos no dia em que os californianos elegem o governador do Estado, mas nenhum dos candidatos mais fortes se dispôs apoiá-la. Se for aprovada, as pessoas com mais de 21 poderão ter em sua posse até 28 gramas de canábis e são autorizados a plantar uma área até 2,3 metros quadrados. Continuará a ser proibido fumar canábis na presença de menores e também junto a zonas escolares.

O lobby pró-legalização Marijuana Policy Project diz que a redução de gastos com saúde pública pode atingir os 200 milhões de dólares anuais aos cofres do estado. E as autoridades fiscais da Califórnia calculam uma receita de 1,4 milhões de dólares, caso seja cobrado imposto sobre o consumo à semelhança do que acontece com as bebidas alcoólicas.

Stephen Gutwillig, da ONG Drug Policy Alliance, lembrou que "a marijuana tornou-se uma droga recreativa corrente, perdendo em popularidade apenas para os cigarros e o álcool, mas objetivamente menos danosa que qualquer um deles".

"Os norte-americanos estão cada vez mais voltando-se contra uma proibição que falha em proteger os jovens e garante um monopólio de lucros aos cartéis do crime violento nos dois lados da fronteira", acrescenta Gutwillig, recordando que só nos últimos três anos, desde que o presidente Calderon declarou guerra aos cartéis do narcotráfico, morreram mais de 15 mil pessoas no México em tiroteios e massacres.
=========================================
E eu pergunto: no Rio de Janeiro e demais estados brasileiros quantas pessoas, principalmente jovens, são mortas todos os dias em função do tráfico de drogas?

Leia também a nota abaixo sobre o consumo em Belo Horizonte. Se houvesse investimento em políticas públicas de prevenção e tratamento, tenho certeza que os números abaixo não seriam tão elevados.


Pesquisa realizada pela ONG Defesa Social , revela alto índice de usuários de crack na grande BH. São 268.000 que consomem por ano mais de 400.000.000, isso mesmo quatrocentos milhões de pedras por ano, que totalizam 120 toneladas. O valor em reais das vendas das pedras, dariam para construir 2 linhas verdes (obra do governo de Minas) por mês. Os números são absurdos e podem parecer irreais, mas só nas primeiras semanas de março foram apreendidas mais de 20.000 pedras, cinco mil em uma única apreensão.

No Rio de Janeiro o comando vermelho já começa a combater o tráfico da substância porque está atrapalhando o "comércio" da facção!!!! ( Robert Carvalho-presidente da ONG Defesa Social)



domingo, 28 de março de 2010

Veja os bastidores do Prosa de Mulher deste domingo


Hoje você vai conferir aqui os bastidores do Prosa de Mulher que foi apresentado por mim neste domingo, dia 28 de março de 2010, na Rádio Inconfidência AM880 e também pelo www.inconfidencia.com.br. O programa foi ao ar de 12 às 14 horas e contou com a participação das seguintes convidadas:

Chris Gontijo

Empresária, formada em administração de empresas, pós-graduada em marketing e proprietária de uma loja de lingerie com produtos exclusivos que leva o seu nome. Casada

Flávia Rohlfs

Gerente do Projeto Sustentador Copa 2014 da Prefeitura de Belo Horizonte,
Formada em Administração de Empresas com Habilitação em Comércio Exterior pela UNA Pós-Graduada em Finanças pela FGV. Casada há 12 anos.

Maria Fernanda Costa

Maquiadora e. proprietária do Maria Fernanda Make up- Hair

Júnia Márcia Bueno Neves

Engenheira civil, trabalha na Prefeitura de Belo Horizonte desde agosto de 1976 e atualmente é assessora do Secretario Municipal do Meio Ambiente, Ronaldo Vasconcelos. É artista plástica formada pela Escola Guignard e ainda cursa o 4° período de Direito na Faculdade Arnaldo Jansen.

Quero agradecer todas as mulheres que participaram do programa. Foi muito bom tê-las comigo no Prosa de Mulher!

Veja agora as fotos das nossas convidadas:

Júnia Márcia Bueno Neves

Chris Gontijo
Maria Fernanda Costa

Flávia Rohlfs

sábado, 27 de março de 2010

Família Inconfidência comemora a volta do gigante do ar!



Hoje estou aqui na minha casa ouvindo a Rádio Inconfidência AM 880, que voltou a ser o gigante do ar.

Ouço especificamente o programa Máquina do Tempo, que tem a apresentação de Ronaldo Carvalho. Estou adorando o programa. Muito legal!

A Rádio Inconfidência está totalmente revitalizada, modernizada e pronta para ser um destaque entre as rádios públicas e privadas de Minas, do Brasil e do mundo. Seus programas estão repletos de novidades, muita informação, interação com os ouvintes e uma programação musical eclética e de qualidade.

Tenho muito orgulho de fazer parte desta equipe. Adoro a Rádio Inconfidência e tenho um grande carinho por todos os meus colegas e também pelos meus ouvintes, que são maravilhosos.

Agradeço a todas as forças positivas desse universo que um dia conspiraram e me ajudaram a ter o privilégio de fazer o trabalho que faço e amo: a comunicação pura e simples com o único intuito de levar muita energia positiva para as pessoas, alegria, informação, música mas, também ajudá-las a repensarem seu papel no mundo como cidadãos responsáveis.

E nessa sexta-feira a família Inconfidência comemorou a nova fase que marca o retorno do Gigante do Ar, slogan que marcou os tempos áureos da emissora alguns anos atrás e que hoje está preparada para ser novamente o Gigante do Ar e falar para o Brasil e o Mundo.

Uma festa super gostosa no Clube Mackenzie comemorou essa nova etapa da emissora que ainda vai dar muito o que falar.

Durante a festa, tive o prazer de tirar fotos com vários amigos companheiros de trabalho que lá estavam. Veja como ficaram legais as fotografias. Amei todas!


Ricardo Parreiras e Déborah Rajão

Déborah e Élida Murta

Joara Menezes,Déborah,Múcio Bolivar e Gustavo Abreu

Paulo César Furtado-PC , Déborah e Agnaldo Silva

Déborah, Pedro Henrique Vieira e a namorada Nádia

Paulo Proença e Juliana Araújo

Gilmara Alves e Déborah

Getúlio Neuremberg e namorada
UM Brinde ao gigante do ar

Gilmara, seu namorado Ígor e Déborah Rajão
Déborah e Fernando Rocha
Reny Parzewescki , o presidente da Rádio Inconfidência Valério Fabris e Herbert,filho do RenyNelson Hudson, Dr.Geraldo Guedes que apresenta o Palavra de Médico e Valério Fabris

Luciana, esposa do Dr. Geraldo Guedes, Déborah Rajão e Clara, namorada de Valério Fabris

Veja os bastidores do Prosa de Mulher deste domingo

quinta-feira, 25 de março de 2010

Rádio Inconfidência AM 880: o gigante do ar está de volta.


Hoje quero convidar você para ouvir os dois programas que apresentou na Rádio Inconfidência AM 880, que desde a última terça-feira, voltou a ser o Gigante do Ar com uma potência de 100 quilos.

A Rádio passou por um período de reformas em sua infra-estrutura técnica, através da modernização dos transmissores e reforma completa de sua torre de transmissão de 180 metros de altura entre outros quesitos igualmente importantes.

Nessa terça-feira, dia 23, foi comemorada a nova fase da emissora, que existe há 73 anos e é a mais antiga rádio do País no ar. Sob a presidência do Jornalista Valério Fabris, que além de dinâmico e competente é um entusiasta do rádio AM, a Inconfidência inicia uma nova fase, com os programas reformulados, uma equipe aguerrida e de ótimo astral e um som de excelente qualidade que agora fala para o Brasil e o Mundo.

Revista da Tarde

O Revista da Tarde é o programa que apresento há cerca de 4 anos,de segunda a sexta-feira, de 14 às 16 horas na AM880. Ele é uma revista eletrônica repleta de variedades, muita informação de qualidade, entrevistas sobre amor e sexo, comportamento, saúde, cultura e lazer além de direito do cidadão. Também conta com a participação ao vivo de repórteres, notícias sobre o trânsito em Belo Horizonte, participação de ouvintes e uma eclética programação musical.

Vale a pena ouvir e conhecer o Revista da Tarde. O programa também pode ser acompanhado pelo http://www.inconfidencia.com.br/. E em breve você vai poder me ver apresentando ao vivo o Revista da Tarde no novo portal da Rádio que deve ficar pronto dentro de um mês.

Prosa de Mulher

Também apresento o programa Prosa de Mulher, que a partir do dia 28 de março, passa a ir ao ar sempre aos domingos, de 12h às 14 horas. Agora você poderá preparar o almoço de domingo tomando uma cervejinha ou um suco bem gelado, comendo um tira-gosto e ouvindo uma boa prosa de mulher.

O Prosa de Mulher foi criado e formatado por mim, que sempre tive o sonho de fazer um programa feminino com a participação só de mulheres, porém voltado também para o público masculino. Realizei esse sonho ao apresentar o projeto ao meu coordenador Miguel Resende que adorou a idéia, apoiou o projeto e mandou-me botar o Prosa de Mulher no ar.

A produção do programa fica a cargo da jornalista e produtora-executiva Velise Maciel que também produz o Revista da Tarde e conta com os trabalhos técnicos dos operadores Cláudio Afonso e Paulo César Furtado. No próximo dia 27 de maio o Prosa completa um ano. Parabéns a toda a equipe e principalmente a todas as mulheres que participaram dessa prosa sempre tão gostosa e proveitosa.

A cada semana, contamos com 4 mulheres convidadas que são entrevistadas por mim, batem papo, emitem opiniões, revelam segredos e ainda escolhem a trilha musical do programa.

Neste domingo, dia 28 de Março, o programa está super legal. Tenho certeza que você vai se divertir e aprender muito ouvindo o Prosa de Mulher.

Conto com a sua audiência, ok? Ouçam AM 880 ou clicando aqui: http://www.inconfidencia.com.br/am/aovivo/index.html

Um beijo e obrigada pela sua atenção e audiência!]

terça-feira, 23 de março de 2010

O homem mata a água e decreta sua própria morte



Nessa segunda-feira, dia 22, foi celebrado o dia Mundial da Água. Um dia muito importante para chamar a atenção de todos sobre que futuro terá esse recurso natural imprescindível à vida no planeta e que é cada vez menos respeitado e está mais escasso a cada dia.

Realmente fico preocupada com os inúmeros crimes que são cometidos contra nossos rios e mananciais e que são observados passivamente por todos os seres humanos.

Acho que cada um de nós tem a obrigação de refletir sobre todos os problemas que envolvem a água, pois sem ela não vivemos e se continuar como está cada vez menos pessoas terão acesso a esse bem maior.

Um estudo realizado pela ONU e divulgado nessa segunda-feira revela que o homem está matando a água e dessa forma, matando a si próprio. Confira a matéria:




Água poluída mata mais que violência no mundo, diz ONU

Anualmente morrem 1,8 milhão de crianças com menos de 5 anos.
Cerca de 2 bilhões de toneladas de água são sujas diariamente.


A população mundial está poluindo os rios e oceanos com o despejo de milhões de toneladas de resíduos sólidos por dia, envenenando a vida marinha e espalhando doenças que matam milhões de crianças todo ano, disse a ONU nessa segunda-feira (22).


"A quantidade de água suja significa que mais pessoas morrem hoje por causa da água poluída e contaminada do que por todas as formas de violência, inclusive as guerras", disse o Programa do Meio Ambiente das Nações Unidas (Unep, na sigla em inglês).

Em um relatório intitulado "Água Doente", lançado para o Dia Mundial da Água nesta segunda-feira, o Unep afirmou que dois milhões de toneladas de resíduos, que contaminam cerca de dois bilhões de toneladas de água diariamente, causaram gigantescas "zonas mortas", sufocando recifes de corais e peixes.


O resíduo é composto principalmente de esgoto, poluição industrial e pesticidas agrícolas e resíduos animais.

Segundo o relatório, a falta de água limpa mata 1,8 milhão de crianças com menos de 5 anos de idade anualmente. Grande parte do despejo de resíduos acontece nos países em desenvolvimento, que lançam 90 por cento da água de esgoto sem tratamento.

A diarréia, principalmente causada pela água suja, mata cerca de 2,2 milhões de pessoas ao ano, segundo o relatório, e "mais de metade dos leitos de hospital no mundo é ocupada por pessoas com doenças ligadas à água contaminada."

O relatório recomenda sistemas de reciclagem de água e projetos multimilionários para o tratamento de esgoto.

Também sugere a proteção de áreas de terras úmidas, que agem como processadores naturais do esgoto, e o uso de dejetos animais como fertilizantes.

"Se o mundo pretende... sobreviver em um planeta de seis bilhões de pessoas, caminhando para mais de nove bilhões até 2050, precisamos nos tornar mais inteligentes sobre a administração de água de esgoto", disse o diretor da Unep, Achim Steiner. "O esgoto está literalmente matando pessoas."

domingo, 21 de março de 2010

Empreendedor ou vendedor de ilusões?


A matéria que você vai ler a seguir foi feita e publicada neste domingo pelo jornal Estado de Minas e seu site www.uai.com.br. Ela fala sobre o homem que deu o pontapé inicial para a exploração de minério em Conceição do Mato Dentro, interior de Minas Gerais. Exploração que já representa graves transtornos para centenas de pessoas e que, apesar de estar apenas no início do processo, já provoca vários e graves impactos ambientais na região.

Acho que todos deveriam ler esta reportagem, principalmente meus conterrâneos e moradores de Conceição do Mato Dentro:

Eike Batista acumula bilhões sem gerar caixa real nem empregos

Heberth Xavier -Estado de Minas
Zulmira Furbino - Estado de Minas
Publicação: 21/03/2010 07:45 Atualização: 21/03/2010 11:08

Eike Batista está na moda. Folgadamente, é o brasileiro mais rico e um dos 10 mais endinheirados do planeta. Mas, aos poucos, o próprio mercado financeiro começa a agir com ceticismo diante de um jeito de amealhar fortuna com negócios e projetos não construídos, sem geração de caixa real nem tantos empregos, muito menos com divisas para a nação na proporção de outros magnatas.

Como definir Eike? Empresário? Investidor? Especulador? Financista? Empreendedor? “Empresário, no sentido tradicional que conhecemos, não é”, diz um analista do setor de mineração que trabalha numa empresa de consultoria paulista. Basta comparar as atividades de suas empresas com as outras corporações estrangeiras e brasileiras cujos comandantes também aparecem no ranking.

Sua holding, a EBX, congrega a MMX (de mineração), a LLX (logística), MPX (energia) e OGX (petróleo), entre outras, acumulando patrimônio estimado em US$ 27 bilhões, segundo o último levantamento da revista americana Forbes. Já vendeu seguros na Alemanha, explorou petróleo na Amazônia, produziu cosméticos, construiu termelétricas, envolveu-se com mineração, tendo sido até expulso da Bolívia. Mas seu forte mesmo é mexer com coisas que não são palpáveis. “O Eike está fazendo fortuna com projetos não construídos, sem geração de caixa real. Está vendendo sonhos, projetos e papéis”, diz um empresário do segmento da mineração que pediu para não ser identificado.

Bill Gates, por exemplo, o segundo do ranking dos bilionários, criou a Microsoft, marca forte que emprega quase 90 mil pessoas em todo o mundo, está presente em 105 países e catapulta receitas acima de US$ 50 bilhões todo ano. Carlos Slim, o bilionário da América Móvil, que tem 125 milhões de clientes, forra um caixa superior a US$ 20 bilhões anualmente. Entre os brasileiros, também há diferença de constituir renda e riqueza. Antônio Ermírio de Moraes (do conglomerado Votorantim), Abílio Diniz (rede Pão de Açúcar) e grupos como Camargo Corrêa, Andrade Gutierrez e Vale comprovam algumas dessas diferenças.

De bom gosto com mulheres (foi marido da modelo e atriz Luma de Oliveira) e esportista (é campeão mundial de off-shore, uma corrida em lanchas de alta velocidade), a visão edulcorada de um homem venturoso que carrega saiu arranhada ao longo da semana passada, numa operação não bem sucedida de oferta inicial de ações (IPO) na Bovespa. Ele levantou ‘tão somente’ 30% dos quase R$ 10 bi que esperava captar com a estreia da OSX, empresa do ramo de construção naval. “O problema é que a OSX é um projeto, mas queriam vendê-la a preço de concorrentes estrangeiras já estabelecidas”, resume um gestor de ações. A empresa tem, até agora, apenas um navio e uma dívida de R$ 750 milhões. “Fica até difícil falar do preço das ações, porque a OSX ainda não produz nada”, continua o gestor.

A frieza atual no mercado contrasta com a euforia inicial de até há não mais que um mês, depois que a Forbes divulgou sua tradicional lista dos mais ricos do mundo (e, pela primeira vez, pôs um brasileiro no top ten). Muda o olhar sobre esse mineiro de Governador Valadares, nascido há 53 anos. Ele é inteligente? Não há porque duvidar. Brilhante? Para ganhar dinheiro, sem dúvida. É ousado? Sim, ao menos no mundo das finanças. E é bom que Eike esteja no topo? Bem, aí a resposta imediata nunca será a melhor. O homem que multiplicou sua fortuna por quatro em dois anos (de US$ 6,6 bilhões, em 2008, para os atuais US$ 27 bilhões) diz mais sobre nossa economia do que muito tratado acadêmico. “Sua fortuna se constrói não com base na receita de suas empresas, mas principalmente na compra e venda de papéis”, garante o gestor.

O geólogo e investidor em mineração João Carlos Cavalcanti é ex-sócio de Eike. Diz não ter se surpreendido com o resultado ruim do IPO da OSX. “Me associei a ele num projeto no Norte da Bahia”, afirma. “Depois de três anos, percebi que o projeto não andava. Acabei perdendo a área, mas o Eike Batista ainda me deve R$ 8 milhões.”

O Estado de Minas tentou conversar com Eike quinta-feira e sexta-feira, dia da estreia de sua empresa na Bovespa. A assessoria do investidor alegou que a agenda de Eike estava tomada, mas sublinhou o investimento “superior a US$ 1 bilhão” feito pela MMX, empresa de mineração do grupo no estado. Destacou também as minas na região de Serra Azul, com capacidade anual de produção de 8,7 milhões de toneladas de minério de ferro.

Em Conceição do Mato Dentro, cidade da Região Central de Minas, é difícil falar em Eike Batista e não receber de volta impropérios. A população se queixa da devastação ecológica feita no local, famoso pelas cachoeiras. A vereadora Flávia Magalhães reclama da operação realizada entre Eike e a Anglo American. No começo de 2008, a multinacional de capital britânico comprou 49% do Sistema Minas-Rio, controlado na época pela MMX. Em agosto daquele ano, tornou-se proprietária de 100% do projeto. Pagou, no total, US$ 5,5 bilhões – US$ 3 bilhões teriam ido diretamente para o bolso de Eike. Não há, pelas informações conhecidas, ilegalidade na operação de compra e venda. O problema é outro. “Vendeu um projeto para a Anglo e deixou uma confusão enorme para trás”, lamenta Magalhães.

sábado, 20 de março de 2010

Eu levo..e você?



Eu mesma faço minhas unhas e modéstia à parte, faço com cuidado e ficam ótimas. Mas, de vez em quando, fico com preguiça de fazer em casa e acabo indo ao salão. Porém, sempre que vou, levo meus próprios aparelhos para serem utilizados pela manicure. Levo o alicate, o ferrinho de empurrar cutícula, a lixa e o pauzinho de laranjeira para limpar o excesso de esmaltes.

Também sempre comento com a manicure que todas as pessoas deveriam levar seus próprios aparelhos, pois assim, evitariam a contaminação de várias doenças graves como Aids e os diversos tipos de hepatite e ainda ajudariam a manicure a economizar o dinheiro que gastam para amolar os aparelhos do salão.

Da última vez que comentei sobre isso com uma manicure chamada Ingrid, ela disse:- "Eu também acho...mas, infelizmente, poucas pessoas trazem seu próprio material e quando trazem, os alicates não são amolados e ficam difíceis de serem usados..."

Expliquei para ela os riscos que ela também corria de ser contaminada por essas doenças que citei acima e mais uma vez percebi que, assim como a maioria das profissionais, ela também não sabia nada sobre o assunto, sobre a forma correta de se esterilizar e usar os materiais cortantes, sobre como prevenir doenças contagiosas...

Há pouco tempo li uma reportagem que falava sobre o grande número de profissionais de salão de beleza de São Paulo que estariam contaminadas pelo vírus da Hepatibe B, em função da falta de conhecimentos técnicos inerentes à profissão. Se em São Paulo, que é a maior cidade brasileira, a situação é tão grave, imagine em outros locais onde as pessoas nem sempre têm acesso a informações.

Por isso, achei super importante a iniciativa do Ministério da Saúde, que vai distribuir uma cartilha para orientar profissionais e clientes de salão sobre como prevenir principalmente a hepatite, conforme mostra a matéria abaixo, da Agência Brasil:

Manual vai orientar manicures para prevenção de hepatite

O Ministério da Saúde lançará cartilha para manicures e pedicures com orientações para a prevenção da hepatite, de acordo com a Agência Brasil.

Neste mês, as manicures e pedicures passaram a integrar os grupos prioritários para vacinação contra hepatite B, junto com caminhoneiros, grávidas e moradores de assentamentos e acampamentos agrários. São necessárias três doses da vacina. O ministério informa que, depois das três doses, 90% dos adultos ficam imunizados. A vacina está disponível nos postos de saúde do país e pode ser tomada em qualquer época do ano.

Divulgada no ano passado, uma pesquisa revelou que 20% das manicures ouvidas no município de São Paulo têm hepatite B. Das 100 entrevistadas, em salões de beleza das classes alta e de baixa renda da capital paulista, 74% das profissionais não lavavam as mãos entre uma cliente e outra, nem estavam vacinadas contra a doença, 72% desconheciam as formas de contágio e somente 5% usavam luvas descartáveis.

A inclusão as profissionais nos grupos sujeitos a contrair a doença é devido ao uso de instrumentos cortantes, como o alicate, e o contato com sangue. A cartilha tem ainda o objetivo de incentivar as clientes a levar o próprio material na hora de fazer as unhas dos pés e das mãos nos salões de beleza, com alicate, palito de laranjeira, lixa, toalha, creme, esmalte, algodão e acetona.

Além da exposição à doença, a falta de cuidados com a esterilização dos instrumentos de trabalho e o desconhecimento sobre as formas de contágio da hepatite aumentam o risco para as manicures.

De acordo com a enfermeira Andreia Schunck, responsável pela pesquisa, as manicures não têm o hábito de adotar qualquer medida de prevenção, como esterilizar os instrumentos, entre eles, alicates, espátulas ou palitos. O vírus da hepatite B pode ficar dias em uma toalha, por exemplo.

A pesquisadora, que trabalha no Instituto Emílio Ribas da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, disse que as profissionais de institutos de beleza deverão receber orientações sobre o uso de luvas e de material descartável, os procedimentos de esterilização na estufa e a vacina contra a hepatite B, que é gratuita nos postos de saúde. Segundo o Ministério da Saúde, o manual deverá ser lançado em junho.

A hepatite viral B é transmitida pelo sangue e pela relação sexual sem preservativo. Outra forma de transmissão é o uso de objetos contaminados, entre eles, lâminas de barbear, escovas de dentes, instrumentos de manicures e podólogos e o material usado na colocação de piercing ou realização de tatuagens.

quinta-feira, 18 de março de 2010

Brasil tem menos 10 milhões de favelados


Uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira pela Divisão de Habitação das Nações Unidas (ONU-Habitat) mostra que o Brasil reduziu em 16% o número de pessoas que moram em favelas, entre 2001 e 2010. Mas o desempenho é inferior à média de progresso da América Latina como um todo, que teve uma redução de 19,5% no número de habitantes de favelas.

Argentina e Colômbia foram considerados os países mais bem sucedidos na região, já que reduziram em 40% sua população residente em favelas. A República Dominicana é também citada como bom exemplo, já que conseguiu reduzir em 30% o número de pessoas que vivem neste tipo de moradias, consideradas precárias.

Em todo o mundo, 227 milhões de pessoas deixaram de morar em favelas entre 2000 e 2010. Na verdade, segundo a ONU, isso não significa necessariamente que as pessoas foram morar em outro lugar, já que, em alguns casos, as pessoas simplesmente tiveram melhorias em suas áreas, as quais passaram a não ser mais consideradas favelas.

Apesar disso, o ritmo de crescimento da população das favelas foi maior do que o número de pessoas deixando de morar nessa condição. Portanto, a população total de habitantes de favelas cresceu, passando de 776,7 milhões 827,6 milhões.

O estudo divulgado pelas Nações Unidas também chamou a atenção para o fenômeno dos corredores urbanos, ou seja, pequenas faixas de terra entre duas ou mais cidades, que concentram grande número de habitantes. Cerca de 40 corredores urbanos concentram 18% da população mundial e 66% da atividade econômica global.

Um dos corredores urbanos citados pela pesquisa é a região entre as cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo, que teria 63 milhões de habitantes, ou seja, cerca de um terço da população brasileira.

Segundo a ONU, esses corredores têm vantagem de estimular negócios, melhorar a interconectividade e levar ao crescimento econômico regional. Mas também apresentam a desvantagem de impedir um maior desenvolvimento da difusão espacial. Os resultados da pesquisa serão apresentados oficialmente pela diretora-executiva do ONU-Habitat, Anna Tibaijuka, nesta sexta-feira , em co
letiva à imprensa.

Fonte:Agência Brasil

quarta-feira, 17 de março de 2010

Banana previne até Aids


Há pouco tempo recebi o email abaixo falando sobre os vários benefícios da banana.Eu, que adoro tudo que tem banana mas, não sou muito fã da fruta in natura, comecei a comer mais banana e até aprendi a apreciar este alimento por causa das inúmeras informações que você vai ler a seguir:

"Uma banana por dia dispensa o médico"

Se deseja uma solução rápida para baixos níveis de energia, não há melhor lanche que a banana. Ela contém 3 açúcares naturais: sacarose, frutose e glicose.

Combinada com fibra, a banana dá uma instantânea e substancial elevação da energia.

Pesquisas provam que apenas 2 bananas fornecem energia suficiente para 90 minutos de exercícios extenuantes. Não é por acaso que a banana é a fruta nº1 dos atletas bem sucedidos do mundo.

A banana também ajuda a curar ou prevenir um grande número de doenças e condições físicas, que a tornam obrigatória na sua dieta diária.

Anemia:Contendo muito ferro, as bananas estimulam a produção de hemoglobina no sangue e ajudam nos casos de anemia.

Tensão arterial:Contém elevadíssimo teor de potássio mas, reduzido de sódio, tornando-a perfeita para combater a pressão alta. Tanto que a FDA (agência americana responsável pelo controle de alimentos e remédios) autorizou as indústrias de bananas, a informar oficialmente a redução do risco de pressão alta e enfarte.

Capacidade Mental:200 estudantes de uma escola em Twickenham (Middlesex) tiveram ajuda da banana (no café da manhã, lanche e almoço), para elevar sua capacidade mental.
Pesquisa mostra que frutas com elevado teor de potássio ajudam alunos a aprender e a manter-se mais alerta.

Intestinos:Com elevado teor de fibra, incluir bananas na dieta pode ajudar a normalizar as funções intestinais, superando o problema, sem recorrer a laxantes.

Depressão:De acordo com recente pesquisa realizada pela MIND, entre pessoas que sofrem de depressão, muitas sentiram-se melhor após uma dieta rica em bananas. Isto porque a banana contém triptófano, um aminoácido que o organismo converte em seratonina, reconhecido por relaxar, melhorar o humor e, de modo geral, aumentar a sensação de bem estar.

Ressaca:Uma das formas mais rápidas de curar uma ressaca é fazer uma vitamina de banana com leite e mel.A banana acalma o estômago e, com a ajuda do mel, eleva o baixo nível de açúcar, enquanto o leite suaviza e hidrata o sistema.

Azia:As bananas têm efeito antiácido natural. Se você sofre de azia, experimente comer uma banana para aliviar-se.

Enjoo Matinal:Comer uma banana entre as refeições ajuda a manter o nível de açúcar no sangue elevado e evita as náuseas.

Picadas de Mosquito:Antes de usar remédios, experimente esfregar a parte interna da casca da banana na região afetada. Muitas pessoas têm resultados excelentes em reduzir o inchaço e a irritação.

Nervos:As bananas contêm elevado teor de vitamina B, que ajuda a acalmar o sistema nervoso.

Excesso de Peso e estresse no trabalho:Estudos do Instituto de Psicologia, na Áustria, mostram que a pressão no trabalho leva à excessiva ingestão de comidas, como chocolate e biscoitos.
Examinando 5 mil pacientes em hospitais, pesquisadores concluíram que os mais obesos eram os que tinham trabalhos com maior pressão. O relatório concluiu que, para evitar a ansiedade por comida, precisa-se controlar os níveis de açúcar no sangue.

TPM:Esqueça as pílulas e coma banana. Ela contém vitamina B6, que regula os níveis de glicose no sangue, que afetam o humor.

Úlcera:Usada na dieta diária contra desordens intestinais, é a única fruta crua que pode ser comida sem desgaste em casos de úlcera crônica. Também neutraliza a acidez e reduz a irritação, protegendo as paredes do estômago.

Controle de Temperatura:Muitas culturas vêem a banana como fruta 'refrescante', que pode reduzir tanto a temperatura física como a emocional de mulheres grávidas. Na Tailândia, por exemplo, as grávidas comem bananas para os bebês nascerem com temperatura baixa.

Desordens afetivas ocasionais:A banana auxilia os que sofrem de DAO, porque contêm um incrementador natural do humor, o triptófano.

Fumo:As bananas podem ajudar as pessoas que estão deixando de fumar, porque os seus elevados níveis de vitaminas C, A1, B6 e B12, além de potássio e magnésio, ajudam o corpo a se recuperar dos efeitos da retirada da nicotina.

Estresse:Potássio é um mineral vital, que ajuda a normalizar os batimentos cardíacos, levando oxigênio ao cérebro e regulando o equilíbrio de água no nosso corpo.Quando estressados, a taxa metabólica eleva-se, reduzindo os níveis de Potássio, que podem ser reequilibrados com a ajuda da banana.

Infarto:De acordo com pesquisa publicado no Jornal de Medicina de New England, comer bananas regularmente pode reduzir o risco de morte por infarto em até 40% !

Verrugas:Os naturalistas afirmam que se quiser eliminar verrugas, basta colocar a parte interna da casca de banana sobre elas e prendê-la com gase ou fita cirúrgica.

Regulação dos níveis de carboidratos:Comendo alimentos ricos em carboidratos, como bananas, a cada 2 horas, mantém-se estável o nível de açúcar.

Como você vê, a banana é um remédio natural contra muitos problemas.

Comparada à maçã, a banana tem:4 vezes mais proteína,2 vezes mais carboidratos,3 vezes mais fósforo,5 vezes mais vitamina A e ferro e ·2 vezes mais outras vitaminas e sais minerais. Também é rica em potássio e, como um todo, é um dos alimentos mais valiosos. Então, cabe repetir …"Uma banana ao dia dispensa o médico".

E hoje descobri mais uma utilidade desta fruta, que realmente parece ser a mais completa de todas que existem na natureza.Segundo um estudo recente realizado por cientistas americanos, a banana pode ser usada também para evitar a propagação da Aids. Saiba como, lendo a matéria abaixo:

Proteína da banana pode prevenir transmissão sexual da Aids, diz estudo



Um estudo americano publicado nesta segunda-feira revela que uma classe de proteína presente nas bananas pode prevenir a transmissão sexual do vírus da Aids.

Segundo os pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, a lectina BanLec é um inibidor natural do HIV "tão potente quanto duas das principais drogas utilizadas atualmente no tratamento da doença".

A pesquisa publicada na mais recente edição da revista especializada Journal of Biological Chemistry explica que o BanLec bloqueia a ação do vírus HIV antes que ele possa se fixar às células sanguíneas.

As lectinas como a BanLec têm despertado interesse cada vez maior dos pesquisadores justamente por serem uma classe de proteína que se liga a carboidratos e é capaz de identificar invasores. Assim, quando um vírus aparece, ela pode ligar-se a ele impedindo a propagação de infecções.

No caso do HIV, a BanLec pode ligar-se à cobertura rica em carboidratos do vírus e bloquear sua propagação no corpo humano. A pesquisa defende ainda que, por sua forma de ação, a BanLec pode oferecer uma "proteção mais ampla".

"O problema com algumas das drogas anti-HIV é que o vírus pode sofrer mutações e tornar-se resistente, mas isso é muito mais difícil na presença das lectinas. Elas podem se ligar aos carboidratos presentes em diversas partes da cobertura do HIV, e isso presumivelmente exigirá múltiplas mutações para que o vírus consiga livrar-se delas", explicou Michael Swanson, um dos autores do trabalho.

Mais barato

Essa não seria a única vantagem da BanLec, que seria também mais barata do que os atuais coquetéis anti-Aids. Os cientistas de Michigan defendem em seu relatório que a descoberta de novas formas de prevenção e controle da Aids são essenciais, justamente porque a cada duas pessoas que adquirem acesso ao tratamento com o coquetel de drogas, cinco contraem o vírus.

"O HIV ainda é rampante nos Estados Unidos e a explosão em países pobres continua a ser um problema sério por causa do tremendo sofrimento humano e do custo para tratar os pacientes", disse outro autor da pesquisa, David Marvovitz.

Nesse contexto, o uso de um microbicida à base de BanLec, em forma de gel ou creme a ser espalhado nos órgãos sexuais masculino e feminino, pode ser um grande ganho no combate à disseminação da Aids. Mas o grupo de Michigan enfatiza que ainda levará anos até que o uso clínico do BanLec seja possível.

terça-feira, 16 de março de 2010

Professores lutam por salários mais justos em Minas Gerais


Hoje meus filhos não tiveram aula, pois os professores das escolas públicas de Belo Horizonte e do estado de Minas Gerais fizeram um dia de paralisação por melhores salários. Mais do que justa a luta dos professores por condições mais dignas de trabalho e por uma remuneração mais justa.

É um verdadeiro absurdo que profissionais encarregados da difícil missão de educar os nossos jovens não sejam mais valorizados. Como mãe, reconheço a importância da luta dos professores e torço para que eles alcancem seus objetivos e e tenham a valorização que merecem.

Professsores da PBH param e rede estadual marca paralisação para abril

Elaine Pereira - Portal Uai

Os professores da rede estadual de ensino de Minas iniciam no dia 8 de abril uma paralisação em protesto pela implementação do Piso Salarial Profissional Nacional (PSPN). A proposta foi votada pela categoria nesta terça e foi complementada por uma grande manifestação na frente da nova sede administrativa do governo de Minas, no bairro Serra Verde, em Belo Horizonte.

Os professores receberam adesão de servidores da saúde e da segurança pública. Debaixo de chuva, as cerca de duas mil pessoas que participaram do protesto chegaram a fechar a MG-10, no sentido Lagoa Santa – Belo Horizonte, e causaram muita lentidão no trânsito. A manifestação foi definida pelos servidores como uma espécie de 'inauguração' da cidade administrativa, oficialmente aberta no dia 4 de março.

A manifestação contou com caravanas de servidores da capital e do interior. De acordo com o Batalhão de Eventos da Polícia Militar não houve tumulto ou confusão. Cerca de 400 militares acompanharam o movimento.

Também houve protesto de servidores da educação na frente da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, na avenida Afonso Pena. A categoria deflagrou a greve nesta terça e só retorna às escolas na quarta para comunicar a paralisação aos pais e alunos. A reivindicação principal é a recomposição de perdas, que hoje somam 22,41%. Uma nova assembleia para avaliar a mobilização está marcada para o dia 23 de março.

“Estamos tentando negociar com a prefeitura desde o meio de janeiro quando enviamos a pauta para o prefeito e secretarias. A prefeitura marcou uma reunião para hoje de manhã, só que ontem no final do dia desmarcaram. Seria a primeira reunião de negociação do ano”, conta uma das diretoras do Sindrede-BH, Cleunice Aparecida Oliveira.

Outro lado

A Secretaria Adjunta de Recursos Humanos da Prefeitura Municipal deve encaminhar uma nota oficial sobre a negociação com os servidores nesta quarta-feira. De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, a paralisação desta terça atingiu apenas 12% das escolas, o que significa 24 de 187 unidades em todo o município.

A secretaria informa ainda que a reunião de negociação com a categoria foi cancelada justamente porque os servidores marcaram a greve para o dia da negociação. O governo de Minas divulgou nota na qual informa que iniciou estudos para avaliar a concessão de benefícios aos funcionários e tem mantido permanente diálogo com os servidores, tendo realizado 60 reuniões de 2009 até março de 2010.

Na nota a administração estadual salienta ainda que 'avalia o posicionamento de manifestantes como de natureza meramente política'. O texto recorda ainda outras 'reivindicações históricas' de servidores que foram atendidas como a implantação dos planos de carreira, definição de piso remuneratório para os professores, instituição do acordo de resultados e pagamento de Prêmio por Produtividade, recomposição dos salários dos servidores ligados à área de segurança e a construção da Cidade Administrativa, assegurando novas condições de trabalho a 16.300 funcionários da capital.

No final do documento, "A Superintendência de Imprensa do governo de Minas Gerais informa ainda que se encontram mantidas na Cidade Administrativa as mesmas normas de segurança vigentes no Palácio da Liberdade, bem como no seu entorno, afim de assegurar à Sede Oficial do Governo do Estado, a seus funcionários e ao patrimônio que abriga, condições adequadas de funcionamento".