sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Quiseram me extorquir...Mas, fui mais esperta!


Hoje vou falar sobre um assunto que serve de alerta para os consumidores em geral, principalmente para as donas de casa.

Nessa terça-feira, minha máquina de lavar roupas parou de funcionar. Ela ligava, enchia de água, mas na hora de bater a roupa, ela não se movimentava.

Desesperada - pois, para mim, pode faltar qualquer coisa numa casa, menos uma lavadora de roupas - pensei: - vou comprar uma máquina nova. Liguei para meu marido e disse que a Brastemp não estava funcionando e que iria comprar uma outra. Ele concordou.

Entrei, então, na internet e começei a pesquisar os preços. Encontrei uma que lavava 9 quilos, que me agradou. Estava mesmo decidida a comprar uma nova máquina.

Porém, em um momento de lucidez econômica e financeira, resolvi ir até a área de serviço do meu apartamento, onde fiquei olhando, com carinho, minha velha máquina, uma Brastemp Mondial, que há 17 anos lava a roupa suja de toda a família e da qual, no fundo, não queria me divorciar.

Aproximei-me e bati nas costas dela, na tentativa de fazê-la reviver. Dei-lhe uns delicados soquinhos, sem alcançar, entretanto, nenhum sucesso. Insisti com socos mais fortes e nada... Por fim, desisti. Mas, persistiu em mim, a vontade de tentar ressuscitar minha companheira de longa data.

Resolvi, naquele momento, chamar um técnico para ver o que havia acontecido e se valeria a pena arrumá-la. Cheguei a ter uma recaída e achar que seria mesmo a melhor opção comprar uma máquina nova! Ia até voltar à internet para efetuar a compra, quando olhei mais uma vez minha velha Brastemp e pensei: - por que não tentar? Gastar tanto dinheiro em outra lavadora... E além do mais, tem a questão ecológica... descartar mais uma máquina no mundo! Minha consciência chegou a pesar, pois acho que devemos evitar o consumo exagerado, sou a favor da reciclagem... Tem o aquecimento global...

Decidi fazer a minha parte e ligar para um técnico. E liguei para uma empresa especializada em consertos de eletrodomésticos, aqui de Belo Horizonte.

Marquei a visita dos técnicos para a quarta-feira. Eles vieram, fizeram um orçamento e disseram: - sua máquina precisa trocar a central de comando. Fica em duzentos e vinte e oito reais. Olhei para eles e disse: - Este preço, eu não pago. Prefiro comprar uma máquina nova.

Eles tentaram me convencer dizendo que minha máquina era excelente, que estava muito conservada, que não deveria trocá-la, pois as novas não são tão boas, apresentam muitos problemas, entre outros argumentos.Ouvi tudo aquilo e disse-lhes que iria resolver o que fazer e que ligaria depois para a empresa. Eles se foram e decidi obter um novo orçamento.

Peguei o catálogo telefônico e liguei, aleatoriamente, para um técnico chamado Rogério, que trabalhava como autônomo e marquei uma visita para o dia seguinte.

Só de falar com esse profissional e explicar o que estava acontecendo com a lavadora, percebi que ele era sério e honesto e que não era daqueles que extorquia seus clientes.

Expliquei o defeito que a máquina apresentava e ele me adiantou em quanto poderia ficar o conserto: no máximo 126 reais ou até menos, 86 reais.

Gostei da proposta apresentada. Senti firmeza nesse profissional, que mesmo pelo telefone, já me fazia economizar mais de 100 reais, ou melhor, mais de 1.000 reais, que é quanto custa uma lavadora nova.

Combinamos dele vir à minha casa nessa quinta-feira. Ele chegou e rapidamente diagnosticou: - sua máquina tem apenas um fio do chicote arrebentado. Vou cobrar apenas a visita, ou seja, cinquenta reais. E o serviço foi feito em menos de 20 minutos.

A máquina voltou a funcionar e o problema foi solucionado ao custo de 50 reais. E eu fiquei feliz em economizar e principalmente em continuar com minha velha e boa companheira de longos anos, além de ter encontrado um profissional honesto e que trabalha direito.

Moral da história: Não devemos desistir tão rapidamente das coisas. Pesquisar preços sempre e fazer mais de um orçamento é super importante. No mais, é rezar para ter sorte e encontrar profissionais honestos que trabalham com seriedade, sem a pretensão de tirar do cliente mais do que realmente vale o serviço prestado.

O Rogério, que também é engenheiro mecânico e conserta, ainda, geladeiras e lava-louças, atende pelos telefones: 31-3446-2888 ou 31-99826496. Esse eu indico!

4 comentários:

radialistaluciano disse...

Oi Déborah. Parabéns pelo Blog. Nota 10. Legal vc compartilhar esta história, pois todo dia, de alguma forma, a gente se depara com situações semelhantes e nem sempre diante do sufoco conseguimos ter serenidade o suficiente para dar atenção à nossa intuição e espaço prá sorte, como a que vc teve. Parabéns ao Engenheiro também. Pelo conhecimento e honestidade. Um abraço. Luciano Nascimento

blogdadeborahrajao disse...

Verdade, Luciano. Muitas pessoas só pensam em se dar bem em cima do problema do outro. Mas, ainda bem que ainda ainda existem pessoas honestas e que têm orgulho do que fazem e por isso desempenham bem seu papel profissional.
obrigada por visitar o blog e pelos elogios. Um grande Abraço.

moninha disse...

Dinha, vc esta escrevendo cada dia mais lindo... de forma simples porém sensivel! acho bom pensar em escrever um livro! parabens! te amo! sua irmã!

César Meireles disse...

Déborah, parabéns pelo comentário. Tenho uma máquina que estava com o mesmo problema e não conseguia resolver, cheguei a trocar até a Placa e nada. Foi quando vi sua história e decidi olhar o chicote, e não é que o problema era lá mesmo, tinha um fio partido. Foi emendar e a máquina voltou a funcionar perfeitamente.
Valeu muito pela sua dica.
Parabéns!!
César, de Santos/S.P.